Autor
Contactos
Links
Espaço DMA
Os meus sites
Promoções, Silêncios, Desvirtuações
Terceiro Mundo em Notícias
Foi Você que Pediu um Bom Título?
YouTube
VÍDEOS EM DESTAQUE
Twitter
Facebook
Rádio BLIP
PODOMATIC DMPA
Manchete
Slideshare DMPA
Slideshows DMA
Torga em SMS
Centenário da República
Sítios dos meus alunos
Espaço A
Media Critics
Polémicas
Derrapagens
Da Condição de Jornalista
Educação para os Media
Fotografia
Fotojornalismo
Internet
Blogosfera
Televisão
Imprensa
Rádio
Agências Noticiosas
Design Gráfico
Publicidade
Público & Privado
Leituras
Revival
Vária
Recreio

 Inquérito









 Velvet Secret

Velvet Secret
Queima das Fitas, Coimbra, Maio 2007
Get flash player to play to this file



O chefe Ricardo e os sorrisos do Nicolau

Ricardo Costa, director de informação da SIC, picou-se a sério com o abandono de Santana Lopes. Fechou assim o "Expresso da Meia-Noite" da passada sexta-feira, na SIC Notícias:
"(...) uma emissão que, como sabem, interrompemos sempre que entendemos ser necessário".
O mais grave, porque gosto do Nicolau Santos, foi ver os sorrisos deste em reacção à graçola do chefe na SIC Notícias.

É verdade que, há uns anos atrás, Nicolau Santos escreveu uma carta aberta ao José Alberto Carvalho, reagindo com dureza ao triste episódio do "peeling" da inefável Caneças, no Jornal da Noite, da SIC. É verdade, e isso abona a seu favor.

Mas também é verdade que o patrão de ambos (Ricardo Costa e Nicolau Santos), que em tempos se ufanava com o facto do seu EXPRESSO ter sido o jornal que mais oposição lhe fez enquanto Primeiro-Ministro, o mesmo Balsemão despediu sem apelo nem agravo João Carreira Bom, por uma crónica cáustica sobre a SIC.

Antes, já Balsemão tinha posto na rua Joaquim Vieira, por uma linha escrita sobre as investigações judiciais a Joe Berardo. O inefável Joe era accionista da SIC. Ou seja, as condições mudam, os homens mudam.

Espero que a crónica que Nicolau Santos escreveu no seu blog “O Economista poeta”, texto intitulado “Santana no altar”, e os sorrisos cúmplices à graçola do chefe Ricardo não sejam o sinal de que Nicolau Santos mudou.

Antes que, como jornalista independente, também se pode dar à veleidade de, de vez em quando, estar do mesmo lado dos chefes. É arriscado fazê-lo, porque à mulher do outro não basta selo, tem que ser papel de carta também e com carimbo a luzir.

Acredito que o Nicolau continua um jornalista independente.

Conheci Emídio Rangel nos idos de 1983 quando, juntamente com Jaime Ramos, lutávamos para conseguir a aprovação da primeira lei das rádios locais na Assembleia da República.

De ouvido já o conhecia há muitos anos, ou há muitos Agostos, quando sintonizava o Rádio Clube da Huíla nas saudosas férias em Sá da Bandeira.

Voltei a privar com ele quando trabalhei na TSF. Tenho-o como um dos melhores profissionais que passaram pelo universo mediático luso. A sua despedida atribulada em nada bule com essa opinião.

Naturalmente, detestei os assomos de arrogância guerrilheira manifestados bastas vezes pela SIC e pela SIC Notícias, assomos que tinham, nitidamente, o dedo de Rangel. Ricardo Costa parece tentado a seguir agora esses maus momentos.

Basta atentarmos na forma como foi apresentado o abandono de Santana Lopes, da entrevista que concedia a Ana Lourenço, na SIC Notícias. No noticiário da 01h de dia 27 de Setembro, Pedro Mourinho soube dizer: “[Pedro Santana Lopes] recusou-se também a continuar a entrevista para que tinha sido convidado, e assim, volta a deixar a meio algo que tinha previamente aceite…”.

Sinal de que os jornalistas têm sempre a última palavra, mesmo que ela saiba, como aqui, a palavra porca!

Publicado originalmente em "O Despertar", 04.10.2007.

Sobre o assunto em epígrafe, ver também os vídeos:

“Santana, trocado por Mourinho, abandona entrevista a meio”:
http://www.youtube.com/watch?v=6S_nZc6bVnI

http://www.youtube.com/watch?v=QdXsUJc2KMw

http://www.youtube.com/watch?v=823WohYxjC8

http://www.youtube.com/watch?v=f1FX40IlrA0

http://www.youtube.com/watch?v=pT7XFEo-Y3s





Data: 2009-10-18
Autor: Dinis Manuel Alves

© 2005-2013 - Mediapolis - Design by Ectep