Autor
Contactos
Links
Espaço DMA
Os meus sites
Promoções, Silêncios, Desvirtuações
Terceiro Mundo em Notícias
Foi Você que Pediu um Bom Título?
YouTube
VÍDEOS EM DESTAQUE
Twitter
Facebook
Rádio BLIP
PODOMATIC DMPA
Manchete
Slideshare DMPA
Slideshows DMA
Torga em SMS
Centenário da República
Sítios dos meus alunos
Espaço A
Media Critics
Polémicas
Derrapagens
Da Condição de Jornalista
Educação para os Media
Fotografia
Fotojornalismo
Internet
Blogosfera
Televisão
Imprensa
Rádio
Agências Noticiosas
Design Gráfico
Publicidade
Público & Privado
Leituras
Revival
Vária
Recreio

 Inquérito









 Velvet Secret

Velvet Secret
Queima das Fitas, Coimbra, Maio 2007
Get flash player to play to this file



VNR - VIDEO NEWS RELEASES
Governo de Bush utiliza os media Oficialmente chamam-se VNR, ou melhor, Video News Releases. Uma designação que pode traduzir-se por Lançamento de Notícias em Vídeo e esconde a sua verdadeira natureza: vídeos publicitários que são realizados para parecerem notícias e que são emitidos nos telejornais dos Estados Unidos como se fossem reportagens.

O organismo regulador do sector, a Comissão Federal de Comunicações (FCC), abriu uma investigação à proliferação desses vídeos, que são considerados publicidade encoberta e enganosa.

A investigação pode ter consequências políticas, tanto mais que os VNR têm estado tradicionalmente ligados a empresas privadas, mas nos últimos três anos a Administração americana adoptou de forma entusiástica este modelo propagandístico. A Administração Bush usa maciçamente os Video News Releases para promover as suas iniciativas políticas.

As "reportagens" oficiais vão desde medidas relativas à assistência pública sanitária para pessoas de baixos recursos, passando pela reforma educativa, até à guerra do Iraque.

Um destas "reportagens" foi transmitida pela cadeia de televisão de Kansas City, na qual um iraquiano residente nos Estados Unidos dizia "Obrigado Bush, obrigado América" pelo derrube do regime de Saddam.

No total, 20 agências governamentais utilizam estes vídeos no âmbito do programa de relações públicas da Administração Bush e gastaram nestes três últimos anos 1600 milhões de dólares (1260 milhões de euros) a promover as suas iniciativas políticas.

A investigação da FCC é um novo elemento de pressão para que a Administração americana abandone estes vídeos . Em Maio de 2005, o Gabinete de Contabilidade do Governo declarou que o uso dos VNR pela Administração era ilegal. Segundo o New York Times, a resposta da Administração foi a de pura e simplesmente ignorar esta deliberação. Já na altura a FCC fixou uma multa de 32 500 dólares (25 500 euros) a aplicar às cadeias de televisão que transmitissem as "publirreportagens" sem as anunciar como tal. O Centro dos Media descobriu 77 cadeias que as transmitiram.


Data: 2006-06-21

© 2005-2013 - Mediapolis - Design by Ectep